Buscar
  • Maria Luiza Rückert

Não faça tempestade em copo d’água

Richard Carlson


O autor se propôs a escrever um livro de estratégias, juntando “o melhor da filosofia oriental com o melhor da psicologia ocidental”.


O livro foi traduzido em 135 países.


Estas são as principais ideias apresentadas no livro:


- Muitas pessoas vivem como se a vida fosse uma emergência permanente.


- Não devemos opor resistência ao fluxo da vida. “Seja flexível com as alterações em seus planos”. Quando você “aceita a vida como ela é, você se liberta”. “Um dos princípios espirituais [...] é abrir seu coração para ‘o que é’”.


- Experimente vivenciar um dia sem expectativas.


- “A pergunta a se fazer é: o que é realmente importante?”.


- Devemos nos empenhar pela felicidade e pela paz interior, que devem ser encontradas aqui e agora. A paz depende de viver o momento presente.


- Agora é o único momento ao qual temos acesso. “Seja feliz onde você está”. “A vida está bem como está, agora”.


- Abrindo o coração para o momento presente, tornamo-nos mais pacientes.


- O propósito da vida é uma existência repleta de amor.


- Quanto mais paciente você for, mais complacente será.


- “Escolha ser generoso, não queira estar sempre certo”.


- A vida não é sempre justa e, por isso, devemos exercitar a compaixão pelas outras pessoas. Devemos aceitar “nossos problemas como parte inevitável da vida”. “Obstáculos e problemas são parte da vida”. “Pare de culpar os outros”.


- “Pense em seus problemas como ensinamentos em potencial”.


- O mais significativo é “aprender a manter a serenidade diante da adversidade”.


- “O desejo de ter mais é insaciável”. Em vez de enfatizar o que queremos, devemos nos concentrar no que temos.


- Estamos sempre ocupados, pensando na próxima atividade. Isso gera ansiedade. “Pense no que você tem, em vez do que gostaria de ter”.


- “Não existe caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho”.


- “Gratidão e paz interior caminham de mãos dadas”.


- “A paz interior traduz-se em paz exterior”.


- No leito da morte, muitos “gostariam de ter gasto mais tempo com pessoas e atividades que realmente amavam”.


- Em vez de pensar em pessoas que irritam, devemos “gastar um momento, todos os dias, pensando em alguém a quem devemos amar”.


- “Todas as manhãs, quando acordo, fecho meus olhos e respiro fundo, repetidas vezes: Faço, então, a pergunta: ‘Quem devo amar, hoje?’

[...] A ideia é focalizar minha mente na direção do amor”.


- Quando iniciamos o dia com gratidão e amor, somos invadidos por sentimentos de paz.


- “Todos os dias, elogie em pelo menos uma pessoa algo que você gosta, admira ou aprecia nela”.


- “As pessoas que você encontra existem para ensinar-lhe alguma coisa”.


- Aceite o fluxo da vida e também os seus sentimentos, que são desencadeados pelos pensamentos. “Lembre-se que é seu pensamento que é negativo, não sua vida”.


- Uma casa é impermeabilizada, para evitar infiltração e rachaduras. Evite a impermeabilização de sua vida, para não afastar as outras pessoas. “Uma mente fechada está sempre lutando para manter tudo sob controle”.


- “Infelicidade é o sentimento que acompanha o pensamento negativo sobre a vida”. “As pessoas não costumam perceber que seus humores são passageiros”. “A pessoa mais feliz do mundo nem sempre se sente feliz”.


- “Seja agradecido quando estiver se sentido bem, e sereno quando estiver mal”. “Respire antes de falar”. Aprecie sua respiração.


- “As circunstâncias não fazem as pessoas, mas as revelam”.


- “A vida, como o automóvel, é dirigida de dentro para fora, e não ao contrário”.


- “Procure o extraordinário no comum”.


- “Programe tempo para o seu trabalho interior”.


- “Viva este dia como se fosse seu último. Pode ser!”

39 visualizações

Todos os direitos reservados.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now